Retratar as nuances dos movimentos migratórios pelo viés da gastronomia é um dos principais objetivos deste livro, que coletou relatos de culturas distintas, alternando ciclos migratórios mais antigos – tais como o de japoneses e coreanos –, com outros mais recentes – como o de nossos vizinhos latino-americanos, muitos dos quais recém-chegados ao Brasil.

Todos os imigrantes entrevistados revelam a consciência do risco de ir ao encontro do “outro” sem perder a própria essência: um duplo movimento que envolve ser aceito e ao mesmo tempo aceitar, visando ao reconhecimento da própria cultura, enquanto busca adaptar-se à cultura do país estrangeiro. Há nesse movimento, e sempre houve, o receio de não ser aceito naquilo que se é, assim como a apreensão de não reconhecer no país ao qual se aporta o que costumeiramente chamamos de lar.

Nestas páginas, o leitor vai conhecer a história daqueles que enfrentaram todos os riscos em busca de oportunidades e cultivaram a coragem onde antes prevalecia a incerteza. É nesse tecido fino e laborioso que a vida da cidade de São Paulo se expande a cada ano e se torna cada vez mais rica, plural e valiosa. A verdade que este livro traz à tona é que os imigrantes não precisam de nós mais do que precisamos deles. Eles nos trazem também a oportunidade do encontro com a diferença, que enriquece, para além de nosso paladar, a nossa própria identidade. Afinal, o outro é também como eu: fato hoje tão evidente, quanto negligenciado.

Vamos conhecer a riqueza dessas histórias de luta e coragem?

Basta içar as velas e partir... para uma boa leitura!

Clique no botão abaixo e faça download do livro:

Mundo Mesa Prazeres da Mesa